Com a portaria remota seu condomínio estará completamente protegido

Sendo uma implantação que pode ajudar os condomínios a terem uma economia cada vez maior, a portaria remota está ajudando diversas pessoas a viverem com mais segurança. Como é um produto que conta diretamente com o uso da tecnologia, ele vem sendo uma opção cada vez mais comum. Chegando em nosso país em pouco tempo, essa tecnologia ainda está “engatinhando” pelas terras brasileiras. 

Mas você tem dúvidas se realmente é o momento de optar por uma portaria remota no local que você administra ou mora? Reunimos neste artigo todas as informações sobre esse tipo de controle de acesso, para que possa compartilhar com  quem você conhece. Boa leitura!

Há quanto tempo a Portaria Remota surgiu? 

Surgindo nos Estados Unidos há cerca de 20 anos, essa tecnologia começou a ficar “famosa” no Brasil a partir de 2015, onde um tempo depois de chegar aqui (mais precisamente em 2017), 1000 dos 35 mil condomínios em São Paulo já estavam aproveitando todos os benefícios da portaria remota. 

Sendo motivo de muitas dúvidas de moradores e síndicos, podem acontecer alguns desencontros de informações sobre custo, processo de instalação e até mesmo pós-compra, uma vez que não é mais necessário monitoramento constante de um funcionário para controlar os acessos. Alguns administradores de grandes condomínios acham que podem implantar a solução de Portaria Remota no local onde cuidam, mas na verdade não é isso que acontece. 

Para qual “perfil de condomínio” a Portaria Remota é indicada?

Antes de contratar uma empresa especializada em implantar uma portaria remota, é importante entender se isso seria realmente adequado para o local que você mora ou administra . Geralmente isso é indicado para locais com uma circulação não tão alta e com no máximo 40 unidades. Porém não deixe de consultar uma empresa especializada para saber se seria realmente viável implantar uma Portaria Remota em seu prédio! 

Também é importante que os moradores estejam familiarizados com as tecnologias, já que boa parte do acesso irá mudar. Idosos e crianças também precisarão de um maior tempo de adaptação nesse novo modelo de portaria e podem apresentar certa dificuldade nos primeiros momentos. Então é essencial que o síndico fale sobre os condôminos antes do ato de contratação. 

Portaria Remota: como funciona? 

A portaria remota é a reinvenção da portaria que conhecemos atualmente. Quando alguém não conhecido solicita acesso ao local, um (a) funcionário (a) solicita identificação e pergunta em qual unidade a pessoa deseja comparecer. Após isso ser feito o funcionário, que agora possui informações básicas do “desconhecido”, entra em contato com o apartamento/casa e confirma com o morador se a entrada pode realmente ser autorizada. 

Havendo confirmação, o acesso é liberado. E enquanto o “desconhecido” está entrando, todo o acesso é filmado e registrado para possível visualização. Dessa forma, é possível entregar segurança com o apoio da tecnologia. 

Caso opte pela instalação desse verdadeiro produto tecnológico, o síndico vai poder dispensar os atuais funcionários e conseguir ter uma economia já no primeiro mês, pois geralmente as empresas de segurança eletrônica disponibilizam funcionários próprios que fazem o papel de controlador de acesso de forma remota. 

 O síndico pode realmente dispensar funcionários que cuidavam do acesso se optar pela Portaria Remota? 

Sim, mas é importante estar atento aos custos. Como o acesso de pessoas vai acontecer de forma remota, é possível dizer que os atuais porteiros podem ser realocados em outras funções ou até mesmo desligados do condomínio. 

Mas como os condomínios geralmente possuem no mínimo 3 porteiros para cobrir todos os turnos, ao dispensar essas pessoas vai ser necessário acertar os “tempos de casa”. Então os síndicos precisam sempre olhar para o caixa do condomínio e conferir se os gastos serão suportados. 

Qual o preço de uma Portaria Remota? 

Além de precisar ter dinheiro para pagar os antigos funcionários, os síndicos precisam ter em mente que esse é um investimento um tanto alto e maior que um simples reparo. O preço pode variar muito de acordo com as necessidades de cada local, já que dependendo do tamanho, pode ser necessário a instalação de várias câmeras para vigiar a portaria e os principais corredores de acesso. 

Mas em média, adquirir uma portaria-não presencial custa entre R$ 4.500 e R$ 7.000,00. Ainda assim é importante que você, síndico ou morador, encare esse gasto como um verdadeiro investimento à longo prazo. 

Líderes de condomínios que optaram pela Portaria Remota já relataram economizar mais de 100 mil reais em pouco menos de um ano depois da implantação. Colocando no papel, é um dinheiro gasto que pode ajudar todas as pessoas a viverem de forma mais tranquila e segura com o apoio da tecnologia. 

Então tenha em mente que: um dinheiro do caixa do prédio está sendo usado agora para que a economia apareça com o passar do tempo. 

Quais as vantagens da Portaria Remota? 

Como toda e qualquer ação, implantar uma portaria remota pode trazer dificuldades para algumas pessoas.

Veja as melhorias que a instalação de uma Portaria Remota pode trazer para o prédio e as pessoas que vivem no local: 

  • Possível redução nas taxas condominiais (moradores de condomínios adeptos desse produto já relataram que o preço chegou a cair pela metade) em até 50%;
  • Ao ter uma portaria remota, ninguém é rendido por assaltantes e cai o índice de assaltos ou pessoas feridas;
  • Ocorre uma diminuição de casos de ações trabalhistas, já que os funcionários encarregados de controlar o acesso do local são contratados pela empresa de segurança eletrônica contratada pelo local; 
  • Economia de tempo e dinheiro em treinamento de porteiros, vigilantes etc.; 
  • Mais produtos de segurança e controle de quem entra e sai no condomínio, uma vez que as câmeras registram o dia a dia, 24 horas sem parar; 
  • Desvios de função e possíveis conflitos entre moradores e porteiros terminam;
  • Funcionamento e Monitoramento durante 24 horas e sem intervalos (o que inclui finais de semana, feriados e datas especiais como Natal e Ano Novo).  

O que acontece com a Portaria Remota se faltar energia e/ou internet? 

Conhecer bem a empresa antes de fechar negócio é essencial para que não aconteçam problemas. Uma das perguntas mais importantes é sempre questionar o que a empresa fará caso ocorram quedas de energia ou internet. Empresas como o Grupo Extrema estão desenvolvendo Portaria Remotas conectadas a sinais de rádio, onde os problemas com internet não afetam a segurança do Condomínio. 

O condomínio pode se precaver por conta própria e adquirir um gerador de 5 a 6 kVA, assim como optar por ter dois pontos de internet, obviamente de empresas diferentes. Mas apesar de todas as precauções, um suporte vindo da companhia de segurança eletrônica também deve acontecer.

De nada vai adiantar a contratação se acontecerem problemas que afetem a segurança de todos os condôminos, então procure saber se a empresa disponibiliza funcionários próprios para ficarem no local até tudo ser estabelecido. 

Também se certifique que as pessoas que moram no local não ficarão presas caso aconteça alguma queda de energia ou internet: a disponibilização de controle remotos/chaves deve acontecer, para que assim os moradores não percam o direito ir e vir. 

Em geral, mais do que saber das soluções e vantagens que a companhia de segurança entrega, também é importante que o momento de pós-compra não seja falho. Caso contrário, podem acontecer problemas que afetem diversas pessoas. O síndico deve comparecer à empresa para saber como o serviço de vigilância remota acontece e assim aproveitar para acabar com todas sua dúvidas. 

Correspondências e Portaria Remota: como isso fica? 

Por não ter mais a figura conhecida do porteiro, muitos moradores tendem a ser contrários à essa implantação, uma vez que essa pessoa recebe e distribui as cartas encomendas. Mas isso pode ser resolvido se todas as caixas e empresas forem entregues/direcionadas para o Zelador. Caso o condomínio não possua um zelador, tudo pode ser recebido apenas pelos moradores. O que significa que vai ser necessário ter alguém na unidade. 

Já entregadores de comida são tratados da mesma forma que pessoas desconhecidas: precisam se identificar e dizer em qual unidade irão realizar a entrega, onde em seguida o porteiro (a) remoto entra em contato com o morador e avisa que o pedido chegou. 

Suas entregas também podem ser deixadas com outra pessoa que mora no local, mas ainda assim certifique-se que não ocorrerá algum desencontro de informações. Por via das dúvidas, sempre avise na portaria quando estiver saindo de casa. 

Como o síndico pode conversar com os moradores sobre Portaria Remota? 

Por ser uma tecnologia que ainda pode ser considerada recente em nosso país, é muito importante que o síndico esteja munido de todas as informações possíveis para que os moradores decidam se essa é realmente uma boa ação. 

É interessante também saber se as pessoas que moram no local irão realmente se adaptar à essa nova tecnologia. Por ser um produto que vai provocar mudanças no dia a dia de todos que moram no local, entender sobre a implantação da portaria remota é essencial. O síndico deve repassar todas as informações de forma clara e sem deixar nenhum custo de lado, abordando também como esse novo processo deve acontecer.

Como a Portaria Remota é um meio-termo entre a extinção da portaria e a modernização da mesma, os condôminos irão realmente ter uma nova vida e “adaptação” é a palavra-chave desse processo. Por mais que seja uma ideia que pareça futurista para algumas pessoas, essa é uma solução que está ajudando muitos síndicos a terem cada vez mais dinheiro para investir em outras áreas do condomínio. 

Quer ajuda para implantar Portaria Remota em seu condomínio? Conte com o Grupo Extrema! 

Se você chegou até aqui e entendeu que a solução que apresentamos nesse artigo é ideal para o lugar que você mora, o Grupo Extrema pode te ajudar. Nossa empresa de segurança eletrônica é especialista nesse produto.

Estamos nesse mercado há mais de 30 anos e sempre se renovando a cada ano, onde uma de nossas novidades é a Portaria Remota conectada por transmissões de rádio. Essa diferença colabora para o funcionamento do produto não seja interrompido mesmo que ocorra uma queda de internet, onde a segurança não é deixada de lado durante 24 horas do dia. Além disso, nossa equipe sempre trabalhando, onde mais de 1000 clientes já vivem com mais tranquilidade e qualidade de vida. 

Aproveitando que está em nosso site, não deixe de ler os outros conteúdos de nosso blog. Há diversos conteúdos que podem lhe orientar sobre segurança eletrônica e os produtos que oferecemos! Você também pode ficar sabendo mais sobre nossa empresa e sobre nossos planos, onde oferecemos uma consultoria gratuita para lhe indicar a melhor opção para sua casa, condomínio ou empresa. Não hesite em nos contatar, garantimos que vai valer a pena! 

Gostou do conteúdo acima e quer saber mais sobre segurança eletrônica? Siga o Grupo Extrema nas redes sociais! Estamos no Facebook e Instagram

Não deixe para depois

Confuso sobre que tipo de sistema deve comprar?
Nós te ajudamos!

Solicite um orçamento

Nosso Endereço

Rua Antônia Bizzaro, 251
Osasco - SP

Contato Direto

contato@grupoextrema.com.br
0800 605 3001

Horários

Segunda a Sábado - das 8 às 17h
Domingos: atendimento feito via Central do Cliente

Envie uma Mensagem

Está com alguma dúvida? Será um prazer te ajudar.
Estamos a apenas um e-mail de distância!

Dados da empresa

  • Rua Antonia Bizarro, 251, Osasco – SP
  • contato@grupoextrema.com.br
    (11) 0800 605 3001
  • Segunda a Sábado – das 8 às 17h
    Domingos: atendimento feito via Central do Cliente

© 2019 | Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Public Online

LIGUE P/ MIM
+
Ligue pra mim!
Open chat